30 novembro 2012

Diplomação dos eleitos em Raul Soares
O Tribunal Superior Eleitoral/TSE, após proclamados os resultados oficiais de uma eleição, inicia o processo de diplomação do candidato vencedor e depois a posse.

Antes de efetivamente assumir determinado posto, o candidato eleito deve ser diplomado, em cerimônia formal em que são distribuídos diplomas não apenas ao eleito, mas também aos vices e eventuais suplentes.

Com a diplomação, encerra-se também o período para que sejam ajuizadas ações contra o candidato no âmbito da Justiça Eleitoral.
O ato de recebimento de diploma em todo o Brasil haverá de acontecer até no dia 19 de dezembro.

Em Raul Soares a Justiça Eleitoral determinou que a diplomação dos eleitos - prefeitos, vice-prefeitos e vereadores - de Raul Soares e de Vermelho Novo se realize a partir de 10h do dia 7 de dezembro de 2012, no salão nobre do Fórum. 
Prefeitura de Santo Antonio do
Grama investindo na população
Prefeitura vai entregar apartamentos a famílias carentes




Num esforço do prefeito Jeferson Russo (PSDB) estão em fase de acabamento as obras de 40 apartamentos destinados a famílias carentes, através de doação, no Bairro São Judas Tadeu que recebe infraestrutura moderna e confortável, calçamento, água e esgoto. 
As unidades estão sendo construídas com recurso próprio da prefeitura do município, no valor de R$ 1.350.000,00.
Cada apartamento tem dois quartos, sala, cozinha, banheiro, área de serviços e pisos.












Investimentos em mobiliários e equipamentos






A Prefeitura Municipal de Santo Antonio do Grama, através da Secretaria de Educação, nos últimos dias, adquiriu equipamentos e mobiliários – mesas, cadeiras giratórias e armários - para os alunos e professores da Escola Municipal São Domingos Sávio e Creche Dona Rosa.
Outros setores também foram beneficiados com melhorias consideráveis sendo adquiridos móveis para a sala de informática, sala da diretoria, além de aquisição de novos tanquinhos para a lavanderia, uma máquina de costura e novos colchões.











Revitalização da Praça da Rodoviária




Atendendo aspiração dos gramenses a Prefeitura de Santo Antonio do Grama está fazendo reforma e revitalização da Praça Luis Pinto Moreira, no Centro da cidade, no custo total de R$ 128.269,18 obtido através de convênio com o Estado.
Entre as unidades beneficiadas da praça destaca-se o calçamento que está sendo totalmente trocado.


















(Wesley Moreira/Assessoria de Comunicação/Prefeitura de Santo Antonio do Grama)

29 novembro 2012


Um refrigerante por dia aumenta
risco de câncer de próstata

Homens que consomem o equivalente a uma lata de refrigerante por dia estão sujeitos a um risco maior de desenvolver câncer de próstata, segundo um estudo sueco anunciado nesta segunda-feira.

"Entre os homens que consomem uma grande quantidade de refrigerantes ou outras bebidas com adição de açúcar, constatamos um risco de câncer de próstata aproximadamente 40% maior", disse à AFP uma das autoras do estudo, Isabel Drake.

O estudo, que será publicado na próxima edição do American Journal of Clinical Nutrition, baseia-se no acompanhamento de mais de 8.000 homens da região da cidade de Malmö (sul da Suécia), com idade entre 45 e 73 anos, durante uma média de 15 anos. Todos anotaram minuciosamente os alimentos e bebidas que ingeriram.

Aqueles que beberam um refrigerante (330 ml) por dia estiveram 40% mais propensos a desenvolver câncer de próstata, necessitando de tratamento.

Além disso, aqueles que tiveram uma dieta rica em arroz e massas apresentaram 31% mais chances de desenvolver formas mais benignas do câncer. Este risco foi aumentado em 38% para aqueles que ingeriram grandes quantidades de açúcar no café da manhã, relatou a pesquisadora.

Estudos anteriores já haviam indicado que os chineses e os japoneses que viviam nos Estados Unidos, o maior consumidor de refrigerantes do mundo, desenvolveram câncer de próstata com mais frequência do que os compatriotas que permaneceram em seu país.
Uma pesquisa aprofundada sobre a resposta a diferentes dietas de acordo com a genética torna possível "adaptar as recomendações em termos de comida e bebida para certos grupos de alto risco", considerou Drake.
(AFP - Agence France-Presse)
Procon divulga lista com
200 sites "não recomendados"

O Procon-SP reuniu em uma lista 200 nomes de sites de comércio eletrônico não recomendados a consumidores com intenção de fazer compras na internet.
De acordo com a entidade, foram incluídas na lista páginas com reclamação pela falta de entrega de produtos e que não responderam aos clientes. Os nomes estão disponíveis na página do Procon-SP na internet.

O Procon afirma não ter encontrado registro dos endereços em órgãos oficiais como Receita Federal, Junta Comercial e no cadastro de domínio da internet.
As páginas foram denunciadas ao DPPC (Departamento de Polícia e Proteção à Pessoa) e ao CGI (Comitê Gestor da Internet), responsável por controlar o registro dos domínios no Brasil.

Para o diretor-executivo do Procon-SP, Paulo Arthur Góes, mais importante que a denúncia é que o consumidor consulte a lista antes de fechar uma compra na internet, para evitar prejuízo.
(Folhapress)

28 novembro 2012

Prefeito Vicente Barboza corta
custeio de serviços essenciais 

É comum que em fim de mandato os prefeitos demonstrem preocupação, ansiedade e até pânico ao deparar, no período pós-eleitoral, com dificuldade para fechamento financeiro do ano.

Essa dificuldade gera desconforto e os prefeitos acabam por suspender funcionamento de setores imprescindíveis, cortam transportes, paralisam setores essenciais como postos de saúde e serviço de ambulância, entre outros, pensando unicamente em reduzir as despesas.

O que primeiro vem à cabeça da população é de que se trata de perseguição política, mágoa e até vingança, especialmente quando se trata de derrota nas urnas.
Mas, essa prática está sendo feita até por prefeito que foi reeleito ou que fez seu sucessor.

A explicação para essa medida drástica de determinados prefeitos é explicada na Lei Complementar 101/2000 – Lei de Responsabilidade Fiscal/LRF – que exige dos gestores públicos seriedade e responsabilidade junto às finanças municipais e, principalmente, que não podem gastar mais do que arrecadam.
E no final do mandato (no 4º ano) a lei proíbe realizar operações de crédito e aumentar despesas com pessoal.

O artigo 42 da lei explicita: “Ordenar ou autorizar a assunção de obrigação, nos dois últimos quadrimestres do último ano do mandato ou legislatura, cuja despesa não possa ser paga no mesmo exercício financeiro ou, caso reste parcela a ser paga no exercício seguinte, que não tenha contrapartida suficiente de disponibilidade de caixa. Pena – reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos.”

Em linhas gerais, quer dizer que o prefeito não pode fazer despesa que não possa ser liquidada até o final do ano; se deixar débito para o ano seguinte tem que deixar dinheiro em caixa para pagamento.

Assim, os prefeitos cortam as despesas visando ‘zerar’ as dívidas no dia 31 de dezembro, e livrarem-se de pagamento de multas, inelegibilidade e até do xadrez.

É a explicação que encontramos para o corte de despesas das prefeituras causando desconforto e prejuízos à população.

Em Raul Soares
O prefeito Vicente Barboza primeiramente suspendeu o pagamento do Pronto Socorro do Hospital que ficou paralisado, mas o serviço foi restabelecido após negociação mantida com a direção daquela unidade de saúde e Ministério Público.

Os postos de saúde e psf’s passaram a ter atendimento precário, com cortes de medicamentos e transporte, além de redução no abastecimento de outros setores de importância para a comunidade.

O prefeito, também, cancelou com a Polícia Civil e Polícia Militar o convênio de abastecimento de combustível, prejudicando o andamento desses setores nos deslocamentos, diligências, vigilância e a segurança geral da comunidade.

O corte aconteceu após as eleições de outubro, exatamente quando o jornal Estado de Minas publicou reportagem denunciando prefeitos derrotados nas eleições que cortaram serviços públicos essenciais em suas cidades.

Por outro lado, muitos entendem que a necessidade de se fechar as contas financeiras levou o prefeito Vicente Barboza a essa medida.
Mas, só não se entende porque ele continua mantendo na prefeitura os cargos de confiança, de livre nomeação e exoneração, os quais somam uma considerável quantia, acredita-se uma soma bem maior do que o abastecimento da frota policial.

Duas pessoas morrem
carbonizadas em acidente na BR-262
27 de novembro de 2012 - Duas pessoas morreram carbonizadas na batida entre um carro e uma carreta na BR-262, entre Abre Campo e Rio Casca, na Zona da Mata. 

O fogo destruiu os veículos, que estavam com as vítimas dentro. As duas pessoas que estavam no Corsa morreram. Segundo o motorista da carreta, que escapou sem ferimentos, as chamas alastraram em segundos. " O tanque explodiu, o fogo passou para o caminhão e não teve como fazer mais nada", contou.

As vítimas ainda não foram identificadas. Segundo testemunhas, o motorista do Corsa perdeu o controle da direção e rodou na pista, antes de atingir a carreta.
(TV Alterosa)
















27 novembro 2012


Proposta de fim de salário
de vereador avança no Senado
Enquanto em Belo Horizonte se discute o reajuste do salário dos 41 vereadores, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 35/2012 poderá cortar a remuneração dos parlamentares em todas as cidades do país com até 50 mil habitantes. Se aprovada, a proposta poderá gerar, em Minas, uma economia de aproximadamente R$ 345 milhões aos cofres públicos nos 787 municípios com essa faixa populacional, o que representa 92,3% das cidades do Estado.

O valor foi estimado com base em levantamento da Associação Brasileira das Câmaras Municipais (Abracam), mostrando que, em média, os vereadores em Minas recebem salários de R$ 3 mil a R$ 4 mil. O cálculo levou em conta a Emenda Constitucional nº 58, de 2009, que limita em até 13 cadeiras a composição das câmaras de cidades com até 50 mil moradores. Assim, calculou-se quanto é gasto, em salários, com um grupo de dez parlamentares que recebem R$ 3.500 mensais, treze vezes ao ano – considerando-se o 13º salário.

A PEC do senador Cyro Miranda (PSDB-GO) tem relator na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e parecer quase pronto. Até o fim desta semana, o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) deverá entregar a análise, sem grandes alterações no texto. Nos bastidores, a previsão é a de que o relator inclua na matéria o pagamento de dois salários mínimos para os vereadores como espécie de ajuda de custo durante o mandato.

Segundo o senador Cyro Miranda, o objetivo da matéria é dar um “novo papel” ao trabalho dos vereadores nas pequenas cidades. “Os municípios terão quadros de mais qualidade, independentes e voltados para os legítimos interesses da comunidade. Os vereadores se sentirão honrados com a sua nobre função e tomarão a dianteira”, acredita.

Novo modelo
O autor da proposta pondera que pretende levantar o debate sobre a questão. Ele alerta para o fato de os vereadores das pequenas cidades se reunirem de duas a três vezes no mês e receberem “altíssimos” salários. “Estou certo de que o modelo representativo no âmbito municipal precisa ser discutido e reformulado. Começados o debate e a reforma nos pequenos municípios, eles chegarão fatalmente nas esferas estadual e federal. Esse é o propósito”, observa.
(HD)
Diagnóstico precoce do câncer e
quimioterapia permitem cura de até 80%
Reynaldo Gianecchini no grupo
 de assistência a criança com câncer
Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) indicam que, todos os anos, cerca de 9 mil casos de câncer infantil são detectados no país. Os tipos mais comuns são a leucemia (doença maligna dos glóbulos brancos) e os linfomas (que se originam nos gânglios). A boa notícia é que o diagnóstico precoce e a quimioterapia, juntos, representam a principal arma contra a doença e permitem índices de cura que chegam a 80%. As informações são da Agência Brasil. 

No Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil, lembrado na sexta-feira (24), a onco-hematologista e diretora técnica do Hospital da Criança de Brasília, Isis Magalhães, lembrou que a doença em crianças é diferente da diagnosticada em adultos. Nas crianças, as células malignas são geralmente mais agressivas e crescem de forma rápida. Os tumores dificilmente são localizados e o tratamento não pode ser feito com cirurgia, destacou a especialistas, em entrevista à Agência Brasil.

Outra peculiaridade do câncer infantil é que não há forma de prevenção, uma vez que não é possível explicar a razão do surgimento dos tumores. Isis alertou que os sinais da doença podem ser facilmente confundidos com os de quadros bastante comuns em crianças, como infecções. Alguns exemplos são o aparecimento de manchas roxas na pele e anemia. Os sintomas, entretanto, devem se manifestar por um período superior a duas semanas para causar algum tipo de alerta. 

"É preciso saber identificar quando aquilo está passando do limite e quando é normal. Afinal, qual criança não tem uma mancha roxa na canela de vez em quando? Dependendo da situação, a lista de sinais causa mais desespero nos pais do que ajuda", explicou. A orientação, segundo ela, é levar as crianças periodicamente ao pediatra. 

Isis também defende que os próprios oncologistas pediátricos orientem profissionais de saúde da rede básica sobre os sinais de alerta do câncer infantil. A ideia é que o pediatra geral e o agente de saúde, por exemplo, sejam capazes de ampliar seu próprio grau de suspeita, prescrever exames mais detalhados e, se necessário, encaminhar a criança ao especialista. 

"A doença não dá tempo para esperar. É preciso seguir o protocolo à risca, porque essa é a chance da criança. O primeiro tratamento tem que ser o correto", disse. Isis destacou também a importância de centros especializados de câncer infantil, já que a doença precisa ser combatida por equipes multidisplinares, compostas por oncologistas, pediatras, neurologistas, cardiologistas, infectologistas e mesmo psicólogos, odontólogos e fisioterapeutas, além do assistente social. 

Luziana Alves de Carvalho, de 29 anos, conhece bem essa rotina de especialistas e exames oncológicos. O filho Madson foi diagnosticado com leucemia pela primeira vez quando tinha apenas 3 anos. Enfrentou sessões de quimioterapia, ficou livre da doença, mas, aos 7 anos, ela voltou. Durante os quatro anos de luta contra o câncer, o menino só conseguiu frequentar o primeiro ano da pré-escola. 

Antes de iniciar o tratamento na capital federal, a família morava no município de Santa Maria da Vitória (BA). "Nunca tinha ouvido falar em leucemia. Nem sabia muito bem o que era o câncer. No interior, não temos essas coisas. Os médicos diziam que ele tinha uma infecção na garganta ou uma virose", contou Luziana. Os sintomas iniciais apresentados pelo menino eram manchas roxas no corpo, dor de estômago e muito cansaço. 

Atualmente, Madson está bem de saúde. A próxima sessão de quimioterapia está prevista para o dia 4 de dezembro e a última deve se ser em janeiro de 2013. Os planos de Luziana para o Ano-Novo da família incluem voltar para a Bahia com o filho curado e matricular o menino na escola. "Ele sente muita falta de casa e chora pedindo para assistir à aula. Se Deus quiser, vai dar certo."
(Folhapress)
Vaga para motorista em Matipó

Ponte Nova tem 41
Técnicos em Saúde Bucal
Turma de formandos do curso TSB em Ponte Nova
Foto: Harrison Miranda

Ponte Nova encerrou as solenidades de formatura do curso Técnico em Saúde Bucal (TSB), com habilitação de 41 profissionais.
A cerimônia ocorreu no Auditório do Sindicato Rural, no último dia 22 de novembro e teve a participação de em média 250 pessoas.
Ministrada pela Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG), a habilitação contou com a docência de 31 profissionais da área de Odontologia, que atuaram na coordenação e nas fases de Dispersão e Concentração. 

Representando a ESP-MG esteve no evento o Diretor-Geral, Damião Mendonça. “Parabenizamos o esforço dos nossos alunos para a conclusão desta jornada. Familiares e docentes também contribuíram significativamente para que os nossos formandos conquistassem mais uma realização profissional. Agradecemos os gestores pelo entendimento, reconhecimento, empenho, dedicação e comprometimento, estes souberam reconhecer a importância do curso TSB para os alunos desta região”, elogiou.
Prestigiaram também a cerimônia o prefeito de Dom Silvério, José Maria, representando os demais chefes do Executivo da região; Secretários de Saúde dos Municípios; representantes das Superintendências de Saúde e Educação; a Coordenadora do curso, Ubaldina Míria Gonçalves Abreu; entre outros.

Em nome da turma, a oradora Maria Cristina Trevenzoli lembrou de todos que contribuíram para o êxito deste projeto.
Destacou-se na solenidade a participação de Varneli de Cássia Silva Bemfeito, Secretária de Saúde de Ponte Nova e formanda do curso TSB. Ela considera a habilitação como uma oportunidade de desenvolver ações de saúde bucal na cidade.
(por Harrison Miranda e Suzi Rocha)